Arquivo de etiquetas: Sêneca

Inspiração para o equilíbrio

“Portanto, investiguemos de que modo a alma deverá prosseguir sempre de modo igual e no mesmo ritmo. Ou seja, estar em paz consigo mesmo, e que essa alegria não se interrompa, mas permaneça em estado plácido, sem elevar-se, sem abater-se. A isso eu chamo tranquilidade.”

Da tranquilidade da alma ~ Sêneca

Hoje, viva

 

“Tudo o que pertence ao passado é do âmbito da morte. Portanto, meu caro Lucílio, age como dizes na tua carta: sê o proprietário de todas as tuas horas. Serás menos escravo do amanhã se te tornares dono do presente. Enquanto a remetemos para mais tarde, a vida passa. Nada, Lucílio, nos pertence: só o tempo é nosso”.

Sêneca escrevendo a Lucílio. As cartas estão no livro As Relações Humanas, da Editora Landy.