O Querer

Queria tanto ver

As coisas nas quais não acredito mais

Queria poder saber

Que consigo, que sou capaz

Que nem tudo está perdido

Ainda que eu não veja mais

Que a palavra extinto ficou no passado

Que o modo de pensar mudou

Que as espadas viraram relhas de arado

Que o canto dos passarinhos ecoou

Queria acreditar na beleza humana

Queria acreditar na paz

Queria acreditar que esta vida

É mais do que levar ou deixar pra trás

Queria acreditar que o mundo é lindo

Queria acreditar que posso mais

Acreditar que viver não é optativo

E que matar não é permitido, jamais

Queria fazer a diferença

Queria poder erguer a voz

Queria resgatar a crença

Que, na verdade, só depende de nós

Queria poder sentir e fazer parte

De tudo que vive e que respira

Queria provar que a verdadeira arte

É apenas viver em harmonia.

Anúncios

3 comentários a “O Querer”

  1. Reblogged this on Kika's Blog – Viva Kika and commented:
    A Renata usa sua voz para escrever sobre a injustiça com qual enfrentamos os animais criados em indústrias. Um animal que não tem nem a menor chance de saber como viver poderia ser. Essa poema expressa nossos desejos. Não só os desejos do humano mas também os do animal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s