Brechó Varal do Beco – Reflexões

 

Em novembro do ano passado, a Revista Cláudia publicou um especial de roupas de festa por até R$380. E só deu Varal do Beco!

Confira as fotos:

 

brecho-claudia-08

 

brecho-claudia-07

 

brecho-claudia-06

 

brecho-claudia-05

 

brecho-claudia-04

 

brecho-claudia-031

 

brecho-claudia-02

 

brecho-claudia-01

 

Vendo essas fotos, podemos tirar algumas conclusões sobre roupa de brechó:

  • A não ser que você esteja indo para uma festa temática, não se vista inteiramente com peças de época. Misture elementos bem contemporâneos com as peças antigas. Reparou na primeira foto? A blusa de renda do brechó foi usada com uma calça saruel.
  • Cuide do cabelo e da maquiagem. Arrume-se, faça um penteado e uma maquiagem caprichada. Senão, vai ficar com uma cara triste e isso vai passar para a roupa, que como num passe de mágica (muito do mal) acaba parecendo “velha” em vez de “antiga” ou “de época”.
  • Não tenha medo. Mesmo peças bem datadas (como o vestido de seda anos 70 de mangas bufantes aí em cima) podem fazer milagres por você numa produção bem feitinha. Quando é o caso de uma peça inteira, como um vestido, capriche nos acessórios: sapatos e bolsas impecáveis.
  • Não se engane: fazer uma boa combinação com peças vintage exige tempo e paciência. Se você não está a fim, não force. É preciso gostar de garimpar para entrar nesse mundo maravilhoso dos brechós!

 

Anúncios

10 thoughts on “Brechó Varal do Beco – Reflexões”

  1. Amei as dicas, Rê! Tem toda razão, os erros mais básicos são querer mostar um look todo vintage, que não funciona e parace festa à fantasia. E não ter paciência. Passamos 3 horas no brechós e não vimos nada. Tem que garimpar, procurar, fuxicar, provar, variar as opções e acessórios.
    Mas vale super a pena. Sabe que não se corre o risco de encontrar ninguém com roupa igual e tem sempre uma proposta diferente, audaciosa. Adoro muito tudo isso! rs…

    B-jo grande.
    Hoje eu monto meu post!

  2. ADOREI o vestido de seda de mangas bufantes ( tenho um azul ) e o amarelo de algodão, que é LINDO demais. Deve com certeza ser um modelito dos anos 80 com as costas divinamente e amplamente drapeadas. Tive um de malha branca, que se deformou todo, na época, de tanto ter sido usado. Renata, se você voltar no Brechó do Varal do Beco, sábado que vem, dá uma olhadinha se ele ainda está esperando ser adotado, please. Pergunta o tamanho ( o meu deve ser 36 ou 38, menor do que o da Lily, en todo caso ) e tira fotos. E se der eu telefono, para saber como comprar. Merci. Amarelo sempre foi minha cor preferida e esse modelito é de uma elefância sem igual. Se Gianni ainda fosse vivo, ia querer também. Hahaha. Então tenho que correr, antes que a Donatella descubra a caverna de Ali Babá. Bisous, Daniela … Mas cá entra nós; e você, já comprou roupa de segunda mão? Aqui, na Europa, tem roupa circulando no continente todo, e quando ninguém mesmo quer, elas vão para os portos em Amsterdam e partem felizes dentro de containers inteiros viver uma nova vida no continente africano. E são vendidas por lá, nas feiras, ao ar livre, mais caro do que custavam para a gente aqui, nos brechós. Imagina a alegria do povo que anda embolsando os benefícios por lá. Bisous, Daniela ;oD

    1. Oi, Dani!
      Então, já tinha visto essa matéria antes de ir para o brechó e adivinhe… também procurei pelo amarelão! Ele não está mais lá…
      Mas como sempre estão comprando coisas novas e legais, vou ficar sempre de olho. Ainda tenho muito coisa pra ver lá, nem subi as escadas ainda!!!
      Não sabia desse negócio das roupas irem parar na África! Que viagem, hein??
      Beijinhos!

  3. Rê, vc já sabe praonde me levar da próxima vez, né? rsrsrs!

    PAssei mal com essa matéria da Cláudia!! Que demais!!! Eu comprei um vestido no brechó B.Luxo daquela vez q estive aí e sabe que fico na dúvida com o que usar? Preciso de ajuda…

    E vc tem toda razão: tem que ter paciência e experimentar as possibilidades. Eu fui apressada no Juisi by Liqcuor e acabei não achando nada, diferente da Lilian, que olhou, olhou e achou um vestido lindo!

    Super pertinente o post!

    Beijocas!

  4. Ana, linda, posta uma foto do vestido que a gente pensa junto!

    E qdo vc voltar, a gente passa a tarde toda no Varal!!

    Beijinhos!!

  5. Adorei as dicas e confesso que essa era uma dúvida minha também: Como usar roupas vintage, sem ficar com cara de velha? Arrasou Rê!!!!
    Com o tempo, quero garimpar peças bacanas e exclusivas(essa é a melhor parte)!!!
    Òtimo post!
    Lou

    1. Oi, Lou!
      Brechó e roupa exclusiva são quase sinônimos! ehehe É um exercício que quanto mais se pratica, mais fácil fica “treinar o olho” pra achar coisas boas.
      Beijinhos!

  6. amei as reflexões, renata! e que demais que essa visita ao brechó rendeu tanto post – aqui e nos blogs das amigas! fiquei com super vontade de conhecer esse brechó! 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s