Arquivo de etiquetas: interior

Lições Básicas de Fotografia para Blogs e para a vida – LUZ

A escolha da iluminação depende diretamente do seu estilo de vida, de roupa e da sua personalidade. Não é uma escolha tão simples…

.

FLASH!

343221_Rachel-Lynch-web343897_IMG_1448

A luz do flash direto na câmera produz uma imagem chapada e bidimensional. Combina com cores fortes, ousadia e ambientes um pouco caóticos. É bem difícil conseguir uma imagem sem sombras deformadoras ou que não fiquem super expostas (claras demais). Por isso, se puder evitar, evite. Se não conseguir, afaste-se da luz, como diriam naquele filme de terror! Fique a pelo menos 2 metros de distância da câmera para as sombras serem amenizadas. Fotos do Lookbook.nu

.

LUZ DE DENTRO + LUZ DE FORA

lastweek

Lembra da dica de usar a luz da janela nas fotos de interior? Então, às vezes, essa luz pode ser misturada ao flash ou à luz normal da lâmpada. As câmeras digitais já tem um mecanismo de compensação e correção de temperatura dos brancos. Traduzindo: ela corrige as cores erradas provocadas pelas diferentes temperaturas das luzes presentes na cena. A luz da janela, chamada de luz do dia, é mais branca que a luz da lâmpada, que é amarelada. A câmera lê essas duas luzes e faz uma média, pra imagem não ficar nem amarela nem super exposta (branca demais). Quando isso não acontece, programinhas básicos de edição, até aquele editor que já vem com o Windows, fazem o serviço com um clique (correção automática). Foto daqui.

.

“ERROS” QUE DÃO CERTO

pretty exposição 01

As duas fotos acima tem um “erro” em comum: estão super expostas. Perceba que as luzes formam uma mancha branca na imagem: na primeira, não vemos o pé na frente e a mão fica confusa; na segunda, a rua e a parede se juntam numa mancha só. Mas, o que poderia ser um erro, vira arte! A luz do sol na menina na grama contribui para um clima de verão, de calor, exatamente como o vestidinho que ela está usando. Aliás, os brancos do vestido ficaram evidenciados com isso, percebeu? E o tapete branco atrás desse casaco azul e das pernas negras a colocaram num palco. Sabendo aproveitar as condições de luz, podemos criar uma imagem de impacto. Fotos daqui e daqui.

 

A mesma ideia serve para a situação contrária, com menos luz do que seria a leitura correta.

escuro foco 02

Na primeira foto, a pouca luz “apagou” o vestido e evidenciou os acessórios coloridos. Na segunda, as correntes e o rosto marcante e bem maquiado ficaram em evidência. Fotos daqui.

 

Lições Básicas de Fotografia para Blogs e para a vida – IN/OUT

 

Há muitas diferenças entre fotos de interior e fotos de exterior. Fotos de interior são sempre mais difíceis por causa da luz adequada: na maioria das vezes, teremos que usar luz artificial ou flash. Mas tudo depende do clima que você quer passar. Vamos lá!

.

TIRE FOTOS AO AR LIVRE

Karla karla 02

Sempre que possível, tente tirar fotos num ambiente externo. Melhor ainda seria se esse ambiente conversasse com sua produção. Repare nas fotos da Karla: na primeira foto, a meinha verde conversa com as árvores lá atrás e, na segunda, os tijolinhos conversam com o casaco e a sandália. Não, nada disso é acidental. Foi pensado e calculado. É isso que faz uma simples foto virar uma imagem de impacto.

.

CRIANDO UM CLIMA

cherry 01

Nessa foto, tudo contribuiu para o clima intimista e sensual inspirado pelo casaco fofo: a maciez da roupa, do lençol e a luz suave que entra pela janela. Não é à toa que o lençol é branco: ele serve como rebatedor senão o rosto dela ficaria muito escuro. Refletindo a luz, ele equilibra o contraste. Mas repare: a proposta da roupa e da foto combinam! É nisso que se tem que pensar na hora de montar uma composição. Foto daqui.