Arquivo da categoria: Customização

Minhas Mãos na Moda Moldes

capa_3099_22986g

A Moda Moldes deste mês oferece aos seus leitores uma proposta de customização para aproveitar a tendência dos paetês e que também serve de sugestão para uma virada de ano na praia ou num ambiente descontraído. Eu fui encarregada de transformar uma camiseta regata branca em uma regatinha especial!

.

90536547ml042_mercedes_benz.jpg_cmyk

A peça da coleção desfilada na Semana de Moda de NY de BCBG Max Azria foi a inspiração…

.

IMG_8138b

…para criar esta belezinha!

 

Como toda boa customizadora, assim que ela ficou pronta tive mais algumas ideias para usar os aviamentos. Você pode:

  • Passar as tiras de aviamentos do lado esquerdo do decote em direção à barra direta, como se fosse uma faixa de miss;
  • Cortar todos os aviamentos do mesmo tamanho;
  • Prender os aviamentos no decote e na barra;
  • Fazer a franja em volta de todo o decote;
  • Prender os aviamentos em volta do decote, como se fosse um colar…

Enfim, use a criatividade! O passo a passo (só minhas mãos aparecem!) tá todo na revista, assim como a lista de materiais. Compre a sua aqui!

.

IMG_8135 IMG_8136

Na primeira foto, Fernanda (fotógrafa) e Rebeca (redatora). Na outra foto, eu, blusinha e Rebeca.

.

IMG_8141 IMG_8142

Prensa antiga no hall de entrada lindo do prédio da Editora On Line.

 

Renda

As arteiras do Superziper fizeram dois posts recentes sobre renda, um com um tutorial pra fazer um colarzinho e outro pra fazer um cinto. Engraçado como essas coisas são… Eu tinha feito um colarzinho muito parecido, inspirado numa matéria de uma revista Manequim de 2002 e deixei o coitadinho encostado porque não achei que o caimento tinha ficado bom. Aí, lendo lá no Superziper que elas usaram uma rend sintética, me deu um estalo: minha renda era 100% algodão, então eu podia engomar! Assim, ressuscitei meu colarzinho!

IMG_8162

A renda pode ser facilmente encontrada na 25 de março ou armarinhos. É renda para acabamento de decote, como é conhecida. Para transformá-la em pingente, eu primeiro tive que engomá-la, pra ela ficar certinha e não ficar dobrando para os lados. Como engomar?? Veja as dicas do blog http://alemdecriar.blogspot.com/

 Receita com goma líquida vendida em supermercado (Goma Pox):

• 2 colheres de sopa de Goma Pox

• 1 copo de água ( 250ml)

• Bacia

Dissolva bem as 2 colheres de sopa de Goma Pox em um copo de água ( copo de requeijão). Despeje na bacia e mergulhe o tecido encharcando-o bem. Deixe escorrer e coloque para secar em lugar plano. Quando estiver quase seco, passe bem a ferro.

Receita com amido de milho (Maizena é uma das marcas):

• 1 colher de sobremesa de amido de milho

• 1 copo de água ( 250ml)

• 1 panelinha

• Colher para mexer

Dissolva bem o amido de milho na água fria e leve ao fogo, mexendo sempre. Quando levantar fervura, continue mexendo até perceber que engrossou e desligue o fogo (fica como um mingau bem ralinho). Deixe baixar a fervura e mergulhe o tecido até encharcar bem. Tire-o com cuidado para não se queimar, porque vai estar bem quente. Coloque o tecido em uma superfície plana para secar completamente, depois passe bem a ferro na temperatura adequada ao tecido escolhido.

Receita com termolina leitosa:

• 1 tampinha de termolina leitosa

• ½ tampinha de água

• Plástico para proteger a mesa

• Trincha ou pincel largo

Coloque a termolina e a água em um copo e misture bem até dissolver completamente. Mergulhe a trincha nesta solução e passe sobre o tecido espalhando bem, até molhá-lo completamente. Deixe secar e passe a ferro na temperatura adequado ao tecido e cobrindo-o com um pano limpo. Lave bem o pincel em água corrente depois de usá-lo.

Receita com cola branca:

• 1 parte de água

• 2 partes de cola branca

• bacia

Essa receita é indicada para se fazer trabalhos maiores, porque o tecido fica mais firme. Despeje a cola e a água em uma bacia e misture bem até dissolver completamente a cola. Mergulhe o tecido, cuidando para todo ele fique bem molhado. Retire da bacia e coloque para secar. Passe bem a ferro na temperatura adequada ao tecido. Se for fazer esta receita apenas para um pedacinho de tecido, faça como na receita com termolina.

Devidamente engomada, coloquei duas argolinhas de bijuteria de cada lado. Não coloquei na pontinha porque a minha renda era relativamente larga e ia ficar dobrando. Mas, dependendo da sua renda, pode colocar bem na pontinha mesmo.

IMG_8164

Uma das argolinhas foi colocada diretamente dentro da argola do fecho da corrente. Repare na foto que a argolinha de montagem é a que está meio aberta. Ela fica fixa.

IMG_8163

  A argola do outro lado foi presa para que o fecho da corrente encaixasse nela.

 

Assim, o colar é abotoado na frente mesmo e é super fácil de ser ‘desfeito’, se por acaso a renda tiver que ser lavada ou mesmo se você se cansar e quiser fazer outra coisa com a renda ou com a corrente. Fica lindinho usado sobre regatas ou sobre blusas com decote em V.

IMG_8243

Quanto ao cinto de renda, minha sugestão é simplesmente pegar um bico de renda vendido a metro, ou comprar um pacote com pelo menos 2 metros, dar duas voltas na cintura e fazer um laço. Deixe as pontas caídas. Fica lindo sobre vestidos ou blusinhas de seda. Faça parecido com os lencinhos de Wilson Ranieri, nos desfiles da SPFW Verão 2010. Lindo, né?

Wilson Ranieri - SPFW Verão 2009-10 - 01 Wilson Ranieri - SPFW Verão 2009-10 - 05

Leituras e Projetos pro Feriado

Dicas de leitura pro feriado prolongado que se aproxima:

estilo

A revista Estilo de outubro é pra guardar e consultar sempre. Além de uma super guia de coordenação de cores e estampas da estação, traz um passo a passo da maquiagem iluminada do verão. Lindo, lindo o guia da festa fashion, com receitas de cupcakes inspirados por estilistas brasileiros, como Glória Coelho e André Lima.

99

Dois livrinhos pra quem quer começar a fazer arte em casa. O das camisetas é bem básico, tem modelos muito fáceis e bem bonitinhos. Dá até pra transformar uma camiseta em bermuda saruel! Tudo de bom. O de jeans é um pouco mais complicadinho e requer conhecimentos de costura. Mesmo assim, dá pra se inspirar e se divertir bastante com ideias fáceis como transformar uma calça numa bolsa, num travesseiro ou num bolerinho bem charmoso. Inspiração para criar a 100ª ideia, que é a sua, claro! Na Fnac tem os dois mais baratos.

mon tricot

Se você ainda não comprou a edição de luxo da Mon Tricot, compre! Tem receitas ma-ra-vi-lho-sas e a maioria delas muito fácil. E o que é melhor, pra todo mundo: homens, mulheres, crianças e bebês. Custa R$9,90 e na Aslan tem. Ah, aproveite que você está indo pro site da Aslan e confira a ponta de estoque de lãs. Uma mais linda (e mais barata!!) que a outra.

E como eu sou louca por livros, esses eu ainda não tenho, mas fazem parte da minha lista de desejos!!

era_umavez_capa_gde

 A capa é a “cara” com que o livro se apresenta ao mundo. Quantas vezes não abrimos um livro justamente porque aquela face nos seduz e convida para algo mais? Era uma vez uma capa nos permite fazer uma visita aos “rostos” mais bonitos, curiosos e importantes da literatura infantil. Com um panorama das diferentes épocas e gêneros, a edição, um marco na historiografia da literatura infantil, percorre desde os gift-books do início do século XX, passando por ícones como Alice no país das maravilhas, de Lewis Carroll, Pinocchio, de Collodi, O pequeno príncipe, de Saint-Exupéry, até experimentos mais recentes, que mudaram o status do livro para crianças. O volume revela também os fatores que influenciaram as mudanças ao longo do tempo e relata pequenas histórias sobre os designers e editores. O leitor descobre, assim, uma arte com enorme riqueza de figuras e cores, letras e efeitos, tamanhos e papéis: um resultado coletivo onde se somam os talentos de ilustradores, autores e editores. Obra indispensável para pedagogos, professores, escritores e editores interessados pela literatura infantil. OU seja, eu!! Preciso… (Na Fnac, R$49,68)

LIvro da gráfica

O Livro da Gráfica é uma introdução aos temas centrais da gráfica, como as cores, a tipografia, as imagens e suas técnicas de reprodução. Contém um pouco de história, informação, curiosidades. Tem opiniões que apontam as perspectivas para a atividade gráfica e do design. Fala e olha para a frente sem esquecer que o futuro é, e sempre será, moldado pelas experiências do passado. O trabalho introduz o leitor ao universo do livro – falando de suas origens, de autores e personagens, de romance e de poesia, de palavras adultas e infantis – ajudando-o a compreender o mundo maravilhoso da imprensa e da leitura. (Na Fnac, R$45,09)

LULUZINHA__O_CLUBE_DA_LULU_1232394934P21378286_41941296_4

1547458_421263275_41941299_4

 A Luluzinha é a coisa mais fofa do mundo! Sou loucamente apaixonada! A Editora Devir lançou uma coletânea (por enquanto com 6 volumes) com histórias de rolar de rir. Eu ainda guardo os velhos gibis com o maior carinho! As edições estão lindas e a seleção hilária! Pra colecionar! (Na Fnac, cada volume custa em média R$17)

Camiseta customizada com paetês

Na onda do paetê, camiseta customizada muito fácil de fazer!

IMG_8184

 Material

1 camiseta de algodão

1 metro de tecido paetizado ou bordado

linha e agulha

Como Fazer

 Coloque a camiseta sobre uma mesa e estique o tecido de paetê por cima. Prenda com alfinetes. Use a camiseta como molde e corte o tecido de paetês ao redor, com 1 cm de folga em toda a volta. Dobre essa folguinha para dentro, para dar acabamento, e prenda toda a volta com alfinetes. Com agulha e linha de costura da cor do tecido paetizado, costure com pontinhos de alinhavo (começa no avesso, sobe e desce, bem fácil!) ao redor. Faça pontos curtos e não aperte a linha, pra malha da camiseta não perder a elasticidade. Pronto! A decoração é feita só na parte da frente. Eu deixei um “babado” de paetê na frente, sem o forro da camiseta, mas o tecido também está costurado na barra. Se você não quiser, dobre essa folga para dentro e costure.

 IMG_8160

tecido paetizado

A camiseta que eu usei é da Hering, 100% algodão, corte tradicional. Eu queria uma mais comprida, pra usar com legging, por isso comprei a GG. O tecido de paetês que eu usei é o mais simples: os paetês são plastificados no tecido. Existe um tecido bordado com paetês, que é um tule e sai bem mais caro. Só pra ter uma ideia, na loja onde comprei esse tecido, pude ver as duas opções e os dois preços: tecido paetizado R$4,99 o metro; tule bordado com paetês R$55 o metro. Você pode investir ou apenas customizar uma modinha, a escolha é sua! 😀 O custo total da minha camiseta foi R$10,90 (camiseta) + R$4,99 (tecido) = R$15,89.

Maria Bonita Extra - Fashion Rio Verão 2010 - 04 Osklen - SPFW Verão 2009-10 - 11

Look da Maria Bonita Extra, no Fashion Rio Verão 2010 e da Osklen, no SPFW Verão 2010.

Peças fáceis e rápidas de tricotar – Coletes

 

As peças a seguir foram metade baseadas em receitas e metade adaptadas. Por isso, não tenho receita delas mas espero que sirvam de inspiração pois são peças fáceis e ótimas para as intermediárias, digamos assim…

 

IMG_7747 IMG_7749

Esse é um colete bem diferente. As costas são um grande retângulo em meia e só. A frente são duas tiras cruzadas e costuradas nas laterais. Fica muito aconchegante, porque a modelagem abraça o corpo. Usei o fio Pingouin Marte, que é bem grosso e sem torção, o que o torna extremamente delicado e um pouco difícil de tricotar, já que não pode ser puxado nem esticado. Algumas tricoteiras odeiam esse fio justamente por causa disso mas eu gostei. Ficou bem leve e macio, mas o caimento é um pouco rígido. Usei 5 novelos e agulhas 10.

 

IMG_8091 IMG_8095

Esse é basicão e facílimo. As costas são um grande retângulo, calculado na sua medida. Cada lado da frente deve corresponder a 1/3 das costas, ou um pouquinho mais se você quiser fechar mais o pescoço. É só costurar as partes e pronto! Para este colete me baseei numa receita tradicional de quimono, que é tricotado assim, com retângulos, sem diminuições nem aumentos. O capuz fiz porque sobrou lã. O ponto é o tijolinho (tijolinhos alternados em meia e tricô) e eu soltei um ponto a cada 8 para as laçadas na horizontal, desfiando-os até a barra. O acabamento em ponto caranguejo (crochê) é a mão da minha mãe! Eu (vergonha!!) ainda não aprendi a fazer crochê! Só sei fazer ponto baixo, ponto alto e corretinha… mas um dia eu chego lá! A lã é a Pingouin Família e agulhas 6.

 

IMG_8096 IMG_8100

Este colete foi adaptado de uma receita da revista Manequim. Ele é tricotado na horizontal, em ponto barra 3/2, o que o deixa com um caimento incrível. A receita original pedia o fio Pingouin Sedificada usado triplo, mas eu usei Pingouin Fricote e ficou ótimo! Muito fofo! O franzido da frente é conseguido na hora de costurar a gola. Foram quase 5 novelos e agulhas 10. Pra quem quiser, reproduzo abaixo a receita da Manequim:

 

Colete Azul

Tamanho: 40

Material
Pingouin Sedificada (usado triplo) – 6 novelos na cor 525 (m. blue); ag. para tricô PINGOUIN nº 10.

Pontos empregados: Ponto Fantasia – 1ª carr.: * 3 m., 2 t. *; repetir de * a * até o final. 2ª carr.: tric. acompanhando o p.Repetir sempre as 1ª e 2ª carr. Cordão de tricô – direito e avesso em t.

Amostra: um quadrado de 10 cm em cordão de tricô e 3 fios tricotados juntos = 8 p. x 14 carr.

Como fazer

A peça é feita com 3 fios trabalhados juntos.
Montar 30 p. e trabalhar em p. fantasia, aum. à esquerda, cada 2 carr. 2 p. (9 v.). A 17 cm do início, formar a abertura da cava dividindo o trabalho da seguinte maneira: trabalhar sobre os primeiros 24 p. e deixar o p. restantes à espera. A 37 cm do início, deixar esses p. à espera e retomar os 24 p. da esquerda. Trabalhar em p. fantasia até obter 37 cm do início. Juntar os 48 p. na mesma ag. e continuar trabalhando em p. fantasia. A 83 cm do início, formar a abertura da outra cava da mesma maneira que a primeira. A 103 cm do início retomar todos os p. na mesma ag. e dim. à esquerda, cada 2 carr. 2 p. (9 v.). A 120 cm do início, rem. acompanhando o p. Para formar a beirada inferior da peça, unir o fio no p. do canto da Frente Esquerda, levantar 66 p. até o p. central das Costas e trabalhar em cordão de tricô. A 12 cm do início, rem. Unir o fio novamente no p. central das Costas, levantar 66 p. até o p. do canto da Frente Direita e trabalhar em cordão de tricô. A 12 cm do início, rem. Unir as beiradas no centro das Costas com p. invisíveis.

Colete - Manequim