Arquivo de etiquetas: Estilo

Burda – Customizando…

A edição francesa da Burda sempre dedica 4 páginas à projetos de customização. Nunca me deparei com um projeto difícil… É tudo fácil e rápido de fazer. E o que é melhor: fruto de muito olho atento no que está acontecendo e, sempre, bom gosto. Dá uma olhada.

Sabe o jeans manchado, delavê, que o Balmain desfilou e todo mundo amou? Pegue uma calça escura, enrole não muito apertado, coloque no tanque ou num balde grande. Coloque uns 4 litros de água e 1 litro de água sanitária. Deixe de 5 a 8 horas e voilá! Sua calça Balmain está pronta!

Enfeite de correntes multi-uso! Dá pra usar na cintura, no colete, como colar, na blusa de babados (que ficou linda)… Você inventa. Seis correntinhas diferentes presas à uma argola. Mais fácil impossível…

Já essa ideia é pra transformar uma bolsa de tecido com uma decoração folk. Aplicação de tecido, enfeites e brochinhos…

Essa também é fácil e dá um super efeito. Parecida com os colarzões poderosos que aparecerem por aí. Aliás, o molde do meu saiu daí. Uma gola, com um furinho acabado com ilhós de cada lado, cheia de broches e enfeites. Corte a sua em feltro ou lã e junte todos os brochinhos que você tem em casa. Mas lembre-se que deve haver um mínimo de harmonia de cor.

Que tal tentar um desses projetos no final de semana?

Burda Moden, Primavera/Verão, Outono/Inverno, 1956

A revista alemã Burda é famosa no mundo inteiro por ensinar gerações e gerações a costurar. Uma das primeiras revistas do mundo a encartar moldes prontos em tamanho natural, também era responsável por ‘popularizar’ técnicas de costura, moldes de grandes costureiros europeus e dar dicas para montar looks completos, incluindo o chapéu e as luvas. Eu sou fã desde criança e aprendi muito com suas páginas, mesmo estando em alemão, francês ou espanhol, como é mais fácil de encontrar (a revista em português de Portugal é raríssima). Aqui ficam algumas imagens dos croquis e algumas fotos da coleção de 1956, com toda a elegância e estilo Burda. Inspire-se!

Burda - 1956

 

Burda - 1956 - 2

Burda - 1956 - 3

Burda - 1956 - 4

Burda - 1956 - 5

Burda - 1956 - 6

Burda - 1956 - 7

Burda - 1956 - 8

Burda - 1956 - noiva

 

E olha o que também estava acontecendo em 1956: Hitchcock filmava a segunda versão de O Homem que Sabia Demais, e Doris Day dava até palhinha na voz e no piano ao lado de Jimmy Stewart, cantando em português!

 

 

 

Tricô com Tricô na Prada

 

Não costumo acompanhar muitos desfiles de moda na gringa simplesmente porque não tenho tempo. Mas a Prada chamou minha atenção pelos comentadíssimos tricôs.

Pontos largos em saias e blusas, às vezes fazendo conjuntinhos, acessórios lindos (faixas de cabelo, bolsas e cintos) e o contraste da fofura das lãs com materias brilhantes, como o vinil. Sugestão minha: tricô fofinho com cetim fica lindo! O maior clima boudoir!

Clica aqui pra ver o desfile e dá uma olhadinha nas fotinhos aí embaixo (as fotos são do UOL e do Petiscos) e comece a tricotar já!

 

 

 

 

 

 

 

Customização vapt-vupt com tachas

 

Se você ainda não cansou das tachinhas (eu ainda não cansei) e pretende fazer uma customização rápida, fácil e indolor, pense nessa ideia:

 

 

Receita

 

Uma camisa masculina vintage

Umas 100 tachinhas niqueladas

Um alicate (pra dobrar os ganchinhos na parte de trás das tachas – mais explicações aqui)

Umas duas horas do seu tempo e bastante capricho.

 

PRONTO!

 

Inspiração abaixo:

 

 

Faça a sua!

 

Lições Básicas de Fotografia para Blogs e para a vida – ESTILO

dance 04dance 05dance 06dance 03

Primeira pergunta que você deve se fazer antes de começar a fotografar: quem sou eu? Segunda pergunta: qual é o meu estilo? Depois de respondidas, olhe para o equipamento que você tem. Leia o manual (é chato, eu sei), conheça sua máquina, pesquise, teste, tire muuuitas fotos. Explore todas as possibilidades. Avançando um pouco mais, experimente um programa de edição de imagens. Se não puder comprar, use um on line, como o Picnik.

Tirando muuuitas fotos, você vai aprender a posicionar seu corpo no melhor ângulo, fazer a melhor cara, olhar do melhor jeito. A seguir, apresento algumas dicas, mas lembre-se: vale tudo desde que se respeite o seu estilo e quem você é.

  • Sorria! No começo, pode até parecer ridículo sorrir sozinha para uma máquina. Mas, acredite, um sorriso muda o olhar, a expressão e o rosto todo se ilumina. Não precisa ser um sorriso escandaloso, basta uma pequena intenção. E sua foto vai ficar mais bonita.
  • Carão! Se você se sentir mais ousada, tente fazer um ‘carão’: pense na Rachel Zimmerman ou em qualquer outra top, posando pra uma Vogue da vida e pronto! É o poder!
  • Postura! Barriga pra dentro e peito pra fora serve pra vida toda, não só na hora da foto. Mesmo na famosa pose de arqueando-as-costas-e-colocando-as-mãos-na-cintura há uma certa técnica e a coluna tem que voltar pro lugar.
  • Ângulo! De baixo pra cima, nunca! Coloque a câmera pelo menos na altura dos seus ombros. E de cima pra baixo vai parecer que sua cabeça cresceu! A altura deve variar entre os ombros e a cintura, nem mais pra cima, nem mais pra baixo.
  • Dance! Colocar uma música facilita muito e ajuda a desinibir. Imagine-se dançando e faça poses. Solte-se, mesmo se essas fotos não forem pro ar, vão te ensinar muito sobre sua imagem e seu corpo.
  • Aumente! Publique fotos grandes, para que seus leitores vejam detalhes. Fique perto da câmera, o suficiente para vermos sua expressão facial.
  • Divirta-se! Acima de tudo, tem que ser divertido, senão serve pra quê? Nada de stress, hein?

DANCEdance 02OTC_Paloma2OTC_Paloma

 

BOAS FOTOS!

 

Todas as fotos são daqui.

 

Talento, Criatividade e Trabalho: Nasce um Estilista!

Cada vez que vejo alguma coisa que me tira do sério eu faço questão de falar. Quando vejo alguém que trabalha, sonha alto com os pés no chão, é humilde e cheio de energia pra concretizar suas metas, me animo com moda e criatividade.

 

Quem ainda não conhece o Verson, tem que correr no blog dele já! Além de ter um talento incrível pra escrever e fazer a gente morrer de rir gongando os “famosos” e seus figurinos bizarros, o moço sabe criar e costurar!

Esta semana, ele lançou sua mini-coleção de fim de ano, com saias, bolsas e blusas. As peças são feitas caprichosamente uma a uma, alta-costura mesmo, com o capricho que quem já tem um nome a zelar.

Tudo bem que ele começa a faculdade de moda ano que vem, mas vamos combinar que você nasceu quase pronto, né, Verson? O mais importante você já tem: o dom e o talento. A faculdade é pra te ensinar técnica e outras coisinhas que a gente aprende na convivência e com a experiência.

 

Olho nele!

Pra ver o lookbook, clica aqui! Pra comprar as peças lindas, clica aqui!